» Órgãos Colegiados:
CES
CIB
CIR
COSEMS
» Dados Estatísticos
» Planos e Relatórios
» Informações de    Saúde:
» Nossos Parceiros:
FUNASA DATASUS
Ministério da Saúde CONASS
Cartão SUS Biblioteca Virtual de Saúde
» Sites Relacionados:
Doao de rgos
Banco de Olhos
Farmcia Popular
FVS
CEREST
Laudo Procedimento
APAC
Aplicativo
Sade Amazonas
  Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas

Sade mental responsabilidade de todos
O cuidado com portadores de transtornos mentais tarefa de toda a sociedade, por isso sua discusso no pode se restringir aos muros dos rgos de sade. Esse o posicionamento que a Rede de Ateno Psicossocial do Amazonas (RAPs) vai defender no 1 Simpsio Intersetorial Para alm dos muros institucionais: trabalhando as minorias. O evento ser realizado nesta quarta-feira, 17, s 8h, no auditrio Joo Bosco Ramos, na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM).

A gente sempre fala de Sade Mental s para os profissionais que esto diretamente no servio de Sade Mental. A rede precisa articular outros servios e outros setores. preciso trabalhar com movimento social, outras secretarias. No adianta a gente falar da Luta Antimanicomial, enquanto outros segmentos ainda acham que tem que ter hospcio, comenta Luciana Diederich, coordenadora da RAPs.

Para Luciana, no adianta fechar hospcios sem mudar a forma de enxergar a loucura. Segundo ela, o desafio que est posto pensar outras formas de vivncia para portadores de transtornos mentais que no seja o isolamento social. E o primeiro a superar esse desafio o prprio poder pblico, defende a psicloga.

Se a gente no fala sobre outras formas de viver sem ser o isolamento social, outras instituies que vo substituir os manicmios vo reproduzir as mesmas prticas. Por isso a gente precisa do envolvimento de mais atores nesse tema, declara Luciana.

Alm da Secretaria de Estado de Sade do Amazonas (Susam), so parceiras do evento as secretarias de Cultura (SEC), Justia, Direitos Humanos e Cidadania (SEJUSC) e Direito da Pessoa com Deficincia.

Durante a manh, aps a mesa de abertura, sero realizadas conferncias abordando temas como direitos humanos para moradores de rua com quatro de transtorno mental, violncia sexual contra crianas e adolescentes e redes de trabalho com minorias.


Minorias

No perodo da tarde, o simpsio realizar rodadas de debates sobre direitos de crianas e adolescentes, polticas pblicas para a populao LGBT, Mulheres e preveno ao suicdio.

Segundo a coordenadora da RAPs, as minorias, na medida em que tm diariamente a negativa de direitos, e vtimas de diferentes formas de discriminao, esto mais vulnerveis a situaes de conflitos que podem resultar em transtornos mentais graves.

No que elas vo adoecer. Mas esto mais suscetveis a um transtorno mental. So as minorias que chegam ao servio de transtorno mental. a mulher, a criana vtima de abuso, o segmento LGBT, o indgena, entre outros, afirma Luciana.


Dia 18

O simpsio ser realizado um dia antes do Dia Nacional da Luta Antimanicomial, o 18 de maio. A Luta Antimanicomial um movimento que defende mudanas nos parmetros ticos e tcnicos no atendimento aos portadores de sofrimento emocional grave. O processo tambm conhecido como Reforma Psiquitrica e teve incio no final da dcada de 1980.
Em 17/05/2017 às 14:19:33
Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas
Av. André Araújo, 701 - Aleixo - CEP: 69.060-000 - Fone: (92) 3643-6300

© 2010 - Todos os direitos reservados.