ACESSIBILIDADE

SUSAM

Secretaria de Estado de Saúde



Francisca Mendes realizou mais de 15 mil exames de mamografia através da Telemedicina

12/07/2016 10:00:32

A Fundação do Coração Francisca Mendes alcançou, no primeiro semestre deste ano, a marca de 15.771 laudos emitidos para exames de mamografia, através do Polo de Telediagnóstico, que funciona na unidade e permite a realização dos procedimentos à distância. Desse total, 73 exames apresentaram resultado alterado e as pacientes foram encaminhadas para acompanhamento com especialista. Os exames laudados no Polo de Telediagnóstico são de pacientes residentes nos municípios do interior do estado. As pacientes recebem atendimento na unidade hospitalar do município, o técnico em radiologia faz a captação das imagens e as encaminha para o Francisca Mendes, através de sistema de satélite. No Francisca Mendes o médico especialista faz a leitura das imagens, emite o laudo e envia de volta ao município, com as orientações que devem ser seguidas pelo médico e pela paciente. Esse programa foi iniciado em 2014, quando o Governo do Amazonas adquiriu mamógrafos para as unidades do interior. Os aparelhos foram instalados e incorporados ao Polo de Telemedicina que já funcionava no Francisca Mendes. O secretário estadual de Saúde, Pedro Elias de Souza, destaca que o programa é de extrema relevância, porque possibilita a detecção precoce do câncer de mama e a realização imediata do tratamento, aumentando as chances de cura. As 73 pacientes cujos resultados deram alterado foram encaminhadas para iniciar o tratamento na Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), unidade da Susam que é referência nesse tipo de atendimento. Na FCecon, a paciente passa por uma consulta com o mastologista, que a encaminha para realizar o exame de biopsia, cujo resultado deverá indicar se a alteração é maligna ou benigna. Nos casos em que a biopsia indica diagnóstico de câncer, a paciente inicia imediatamente o tratamento indicado pelo especialista. A biopsia é um procedimento simples e minimamente invasivo. Do total dos 73 exames que apresentaram alteração, 12 pacientes já tiveram diagnóstico de câncer confirmado, 10 foram descartados, 13 estão aguardando resultado da biopsia e 15 estão na fase de agendamento da consulta com o especialista. Quatro pacientes se recusaram a realizar a biopsia e iniciar o tratamento. Dezenove não foram encontradas nos endereços que registraram ao serem atendidas, mas as equipes de saúde desses municípios estão encarregadas de localizá-las. “É importante ressaltar que as 10 pacientes que apresentaram resultado negativo para câncer, na biopsia realizada, também continuam fazendo o acompanhamento preventivo, com repetição do exame a cada seis meses”, afirmou Pedro Elias.