ACESSIBILIDADE

SUSAM

Secretaria de Estado de Saúde



Fundação Adriano Jorge apresenta resultados de 69 trabalhos de pesquisa

18/08/2016 15:18:03

A Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ), vinculada à Secretaria de Estado de Saúde (Susam), inicia nesta quinta-feira (18), as atividades da Semana do Programa de Apoio à Iniciação Científica (PAIC), com a apresentação de resultados dos 69 trabalhos de pesquisa desenvolvidos na unidade, nos últimos 12 meses. As apresentações serão das 8h às 17h, no auditório Dr. Juarez Klinger do Areal Souto, na FHAJ. A solenidade de abertura será às 8h. Desenvolvido pelo Governo do Estado, o PAIC/FHAJ tem o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas (Fapeam). Até sexta-feira (19), serão apresentados os resultados dos 69 projetos. O PAIC consiste em apoiar, com recursos financeiros e bolsas institucionais, estudantes de graduação interessados no desenvolvimento de pesquisas na FHAJ. Segundo o diretor de Ensino e Pesquisa (DEP) da FHAJ, Arteiro Menezes, a atividade tem por meta treinar o estudante de graduação para o processo de investigação científica. “Através do PAIC, proporcionamos aos bolsistas a experiência prática e o desenvolvimento de habilidades em pesquisas”, destacou Menezes. Ele ressalta que, há cinco anos, a Fundação deu início ao PAIC, com a oferta de 30 bolsas. “Atualmente, são disponibilizadas 70. Ou seja, tivemos um acréscimo de 133% no número de pesquisadores e orientadores envolvidos”, disse. Os projetos a serem expostos durante a semana foram executados em 11 áreas do conhecimento, visando atender ao interesse do Hospital, a exemplo de pesquisas em Medicina, Epidemiologia/Estatística, Farmácia, Fisioterapia, Psicologia, Biblioteconomia, História da Saúde, Enfermagem, Nutrição, Serviço Social e Ciências Sociais. Ao todo, são 33 linhas de pesquisas ofertadas pela FHAJ. Alexandre Bichara, diretor-presidente da FHAJ, disse que, além de habilitar os alunos, as pesquisas têm como foco a melhoria na atenção ao paciente. “O processo de investigação, com orientação de pesquisador qualificado, permite aos acadêmicos viver uma experiência muito enriquecedora, do ponto de vista do conhecimento. O estímulo dado para a formação de futuros pesquisadores também representa um ganho para a unidade hospitalar e para seus usuários”, destacou Bichara. “Para cada projeto aprovado junto à Fapeam, além do bolsista, há um professor, com doutorado ou mestrado, atuando como orientador, e, no mínimo, um colaborador, sendo este último, integrante do setor/instituição ou especialidade pesquisada”, informou a coordenadora do Paic, Rosiane Pinheiro. “Desta forma, temos, no mínimo, o total de 200 pessoas atuando em projetos de pesquisa no Hospital Adriano Jorge, dentro das diversas especialidades”.