ACESSIBILIDADE

SUSAM

Secretaria de Estado de Saúde



Novembro Azul: FCecon realizará ação para o rastreio do câncer de próstata

10/11/2016 14:26:53

A Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), unidade vinculada à Secretaria de Estado da Saúde (Susam), realiza, no próximo dia 26 (sábado), na sede da instituição – rua Francisco Orellana, Dom Pedro, zona Centro-Oeste de Manaus -, uma ação alusiva à campanha Novembro Azul, que prevê o atendimento de 100 homens, com idade entre 50 e 70 anos, para a realização de exames de rastreio do câncer de próstata. Estão inclusos no processo avaliações clínicas e testes de PSA (Antígeno Prostático Específico, feito através da coleta e análise sanguínea). Segundo o diretor-presidente da unidade hospitalar, cirurgião oncológico Marco Antônio Ricci, durante as consultas os pacientes serão submetidos ao exame de toque retal, essencial no processo. A atividade será coordenada pelo urologista e pesquisador Cristiano Paiva, com o auxílio da Liga Acadêmica de Urologia. O cadastro para a ação será feito com a antecedência, entre os dias 11 e 25 deste mês, no setor de Comunicação Social da Fundação Cecon (2o andar), das 9h às 12h, excluindo os feriados e finais de semana. Os interessados devem ir pessoalmente ao hospital, com documento de RG para efetuar a reserva. Na data de atendimento, no entanto (26/11), serão necessários o RG e o Cartão Nacional do SUS. Marco Ricci explica que o PSA e o exame de toque retal são os dois exames indicados para a detecção de eventuais alterações na próstata, que podem apontar a presença de um câncer nessa região do corpo masculino. “As entidades dedicadas à saúde do homem indicam que, tanto o exame de toque retal, quando o de PSA (sanguíneo), sejam feitos anualmente, em homens com idade acima de 50 anos. Em alguns casos, quando parentes próximos, como pais e irmãos, foram diagnosticados com a doença, a orientação é que o homem faça o exame a partir dos 40 ou 45 anos, por conta do fator hereditário. Precisamos romper esse tabu de que o exame de toque retal afeta a masculinidade e esclarecer que ele pode, de fato, salvar muitas vidas”, ressaltou. De acordo com Ricci, os homens que apresentarem suspeita de câncer de próstata, serão agendados para tratamento na FCecon, unidade de referência em cancerologia na Amazônia Ocidental. Na unidade, será definido o tipo de conduta terapêutica a ser adotada, após a análise patológica que poderá confirmar ou descartar o diagnóstico de neoplasia maligna. O diretor-presidente destaca, ainda, que no Brasil, em 2016, são aguardados 61,2 mil novos diagnósticos da doença (61 casos para cada 100 mil pessoas), 520 deles no Amazonas, dado que ainda preocupa. A projeção é do Instituto Nacional do Câncer (INCA), órgão subordinado ao Ministério da Saúde. “Estamos em alerta, principalmente porque a maioria dos homens encaminhados para tratamento na FCecon, dão entrada com doença em estágio avançado, o que sugere que eles não tenham passado pelas avaliações necessárias ao longo da vida, que pudessem levar a um diagnóstico precoce”, frisou. Ele lembrou que, quando diagnosticado cedo, o câncer, em geral, tem maior probabilidade de cura, podendo chegar a 90%. No caso das neoplasias malignas de próstata, a detecção da doença na forma inicial, também reduz as chances de sequelas, tais como a incontinência urinária e a disfunção erétil. “ É um exame rápido, indolor, e que na maioria dos casos pode definir o futuro do homem. Precisamos levar esclarecimento a essa categoria, pois, culturalmente, o homem acaba sendo omisso com a saúde. As mulheres também podem ajudar nesse processo, estimulando seus pais, irmãos, maridos e filhos, a buscarem a informação e a prevenção, duas importantes armas contra o câncer, que estão ao nosso alcance”. Campanha O movimento Novembro Azul surgiu na Austrália, em 2003, com o objetivo de chamar a atenção para a prevenção e o diagnóstico precoce do câncer de próstata, um dos mais incidentes no mundo entre os homens e o segundo que mais acomete essa população no Brasil. No Amazonas, a doença figura em primeiro lugar entre os tipos de cânceres entre os homens. A campanha levou em consideração o Dia Nacional de Combate à doença, lembrado em 17 de novembro. O Novembro Azul, a exemplo do Outubro Rosa, vem acompanhado da iluminação de prédios públicos e privados com a cor azul e consiste na conscientização da população masculina acerca da doença e dos exames de rastreio. Ela acontece simultaneamente em várias partes do mundo ao longo do mês.