ACESSIBILIDADE

SUSAM

Secretaria de Estado de Saúde



Fundação Alfredo da Matta realiza 1º Simpósio sobre Infecções Sexualmente Transmissíveis

11/11/2016 16:12:01

A Fundação Alfredo da Matta (Fuam) realiza no próximo dia 21 de novembro, de 8h às 17h, no Auditório Damião Litaiff, sede da Fuam, o 1º Simpósio de Infecções Sexualmente Transmissíveis: do Laboratório à Clínica. O evento é aberto ao público e as inscrições já estão abertas, no valor de R$ 20. O 1º Simpósio de Infecções Sexualmente Transmissíveis na Fuam reunirá pesquisadores e profissionais da área para discutir temas relacionados a cinco Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST): Clamídia (Chlamydia trachomatis), Gonorreia (Neisseria gonorrhoeae), HPV (vírus do papiloma humano), Candidíase (Candida ssp) e Úlceras genitais. Sob a ótica dos pesquisadores convidados, estas infecções serão abordadas em palestras com resultados de projetos de pesquisas de mestrado, dados epidemiológicos, métodos e técnicas de diagnóstico e tratamento, além de aspectos importantes para o atendimento clínico de profissionais da saúde que atuam nesta área das IST. Dentre as palestras apresentadas há pesquisas de mestrado que foram desenvolvidas na instituição graças a recursos disponibilizados pelo Programa de Apoio à Núcleos Emergentes de Pesquisa (PRONEM), através do Edital nº 009/2011 – Fapeam / CNPq. Além das pesquisas de mestrado, o Edital do PRONEM também viabilizou recursos para a vinda de palestrantes de diferentes instituições brasileiras. Sobre a Programação – Na Mesa Redonda 1: Chlamydia trachomatis, a MSc. Camila Gurgel dos Santos, da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) abordará o tema “Avaliação de qPCR in house no diagnóstico de Chlamydia trachomatis”. A sigla qPCR refere-se a “Reação de Polimerase em Cadeia Quantitativa”, técnica utilizada em laboratório de biologia molecular para pesquisas médicas e biológicas que permite tarefas como sequenciamento de genes e diagnósticos mais eficazes. Ainda na Mesa Redonda 1, a Médica MSc. Dária Barroso Serrão das Neves, da UEA, vai expor dados sobre “Rastreamento de Chlamydia trachomatis em mulheres jovens de 14 a 25 anos na cidade de Manaus” e o doutor Mauro Cunha Ramos, do Hospital Fêmina de Porto Alegre (RS), falará sobre a importância e oportunidades de intervenção nos casos de Chlamydia trachomatis. A Mesa Redonda será moderada pela Doutora Adele Benzaken, do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, do Ministério da Saúde. Ainda no horário da manhã, na Mesa Redonda 2: Neisseria gonorrhoeae, Dr Willian Antunes Ferreira (Fuam) será o moderador do grupo que abordará temas como “Métodos de diagnóstico laboratorial e teste de suscetibilidade a antibiótico para Neisseria gonorrhoeae”, que será apresentado pela MSc. Thiele Pereira da Cruz. Já a MSc. Lisléia Golfetto da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) abordará o tema “Neisseria gonorrhoeae e a vigilância à resistência aos antimicrobianos no Brasil”. No horário da tarde as discussões iniciam às 14h com a Mesa Redonda 3: sobre HPV, vírus do papiloma humano. Coordenada pelo MSc André Leturiondo (Fuam), a primeira palestra será com a MSc. Monique Figueiredo Teixeira (Ufam) sobre “Infecções pelo HPV em mulheres vivendo com HIV em Manaus”. Dra Kátia Torres (FCecon) falará sobre a epidemiologia da infecção pelo HPV no Amazonas; e Dra Eliana Wendland, da Universidade Federal de Ciências da Saúde do Rio Grande do Sul (UFCS-RS), apresentará “Estudo Nacional de prevalência do HPV”. A última Mesa Redonda do evento (Mesa 4) terá como tema Candida ssp e Úlceras genitais. Dra Fabíola Rodrigues (Fuam) coordena a sessão que terá como palestrantes: MSc. Karoline Lô Jimenes com o tema “Caracterização genotípica e perfil de sensibilidade a antifúngicos dos agentes de candidíase vulvovaginal – CVV na Fuam”; Dra Maria Zeli Moreira Frota, da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), falando sobre “Resistência às drogas antifúngicas”; e a MSc Cynthia Ferreira (Fuam), que encerra o evento com o tema “Diagnóstico Molecular de úlceras genitais: Experiência da Fuam”. Inscrições – As inscrições para o 1º Simpósio de Infecções Sexualmente Transmissíveis: do Laboratório à Clínica já estão abertas. O evento tem como público alvo, profissionais e estudantes da área da saúde. Informações e inscrições podem ser feitas pelos telefones: (92) 3632-5821, (92) 98129-0618 (Tim) e (92) 99398-6369 (Vivo). O valor da inscrição é R$ 20 e deve ser pago via Depósito Identificado na Conta Corrente 48719-8, Agência 3726 (Bradesco). O Auditório Damião Litaiff fica na sede da Fuam, localizada, localizada na Avenida Codajás, Nº 24, bairro Cachoeirinha, zona Sul de Manaus. Infecções Sexualmente Transmissíveis – Conhecidas inicialmente como Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) é a nova nomenclatura adotada pelo Ministério da Saúde para designar um grupo de infecções causadas por vírus, bactérias e outros microrganismos que acometem pessoas e que são transmitidas principalmente por meio de contato sexual, sem proteção, com uma pessoa infectada. As IST também podem ser transmitidas da mãe para o bebê na gestação, parto ou amamentação. A nova terminologia – “Infecções” ou invés de “Doenças” – visa dar ênfase à possibilidade da pessoa ter e transmitir uma infecção, mesmo sem sinais e sintomas.