ACESSIBILIDADE

SUSAM

Secretaria de Estado de Saúde



Treinamento é estratégia do Alfredo da Matta para combate à Hanseníase

12/05/2017 15:18:56

A Fundação Alfredo da Matta (Fuam), dando continuidade em seu programa de capacitação profissional, realiza neste mês de maio a segunda turma do Curso Básico em Hanseníase para profissionais técnicos e auxiliares de enfermagem. De 8 a 12 de maio, na sede da instituição, 10 profissionais dos municípios de Santa Izabel do Rio Negro, Canutama, Presidente Figueiredo, Manaus e também da cidade de Natal / Rio Grande do Norte participam da atividade que inclui aulas teóricas e práticas com informações como classificação e diagnóstico da Hanseníase; vigilância epidemiológica, tratamento, estados reacionais e diagnóstico diferencial. Fuam é Referência em Treinamento em Hanseníase – Credenciada como Centro Colaborador da Organização Mundial da Saúde (OMS) / Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) para controle, treinamento e pesquisa em Hanseníase, a Fuam é também reconhecida pelo Ministério da Saúde como Centro de Referência para o Programa Nacional de Controle e Eliminação da Hanseníase e outras dermatoses de interesse sanitário. Essas credenciais a habilitam para a realização de capacitação de profissionais em Hanseníase; instrumento importante no combate à doença. “Os treinamentos oferecidos pela Fundação Alfredo da Matta enriquecem a parceria entre a Fuam, Governo do Estado e instituições municipais, além de ser uma importante forma de combate à Hanseníase, descentralizando o atendimento e levando aos municípios informação e conhecimento que empoderam os profissionais locais. Além disso, acreditamos que intensificando o atendimento nos municípios do interior teremos casos detectados mais precocemente e, consequentemente pessoas iniciando tratamento mais rápido, evitando sequelas e transmissão da doença”, destaca o Diretor Presidente da Fuam, Helder Cavalcante. Para o Diretor, a troca de experiência entre profissionais da Fuam, que é um Centro de Referência em Hanseníase e profissionais de municípios do interior do Estado do Amazonas, de outros Estados brasileiros e também de outros países é uma das prioridades desta gestão. Em 2016 a Fundação Alfredo da Matta realizou 10 cursos de capacitação de profissionais de nível médio e superior – como técnicos e auxiliares, médicos, enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, dentre outros – da Rede de Saúde do Estado, treinando 120 profissionais que atuam diretamente nos serviços de saúde em Manaus e nos municípios amazonenses. Para 2017 já estão agendados mais quatro cursos, além do que está acontecendo na Fuam esta semana. A situação epidemiológica da Hanseníase no Estado do Amazonas – Em 2016 foram detectados 441 casos de Hanseníase no Amazonas, sendo 167 (37,9%) em Manaus e 274 (62,1%) residentes em outros 46 municípios. Atualmente, o Amazonas é o 18º país em detecção da doença, apresentando comportamento descendente com redução da incidência de casos nos últimos anos, passando de 75,5 casos para cada grupo de 100 mil habitantes, em 1990, para 11,02 casos para cada 100 mil habitantes em 2016, o que representou uma redução de 85,4%. Apesar da queda nos números, o Estado ainda é classificado num parâmetro de endemicidade “alto”, já que o ideal seria de apenas 1 caso para cada grupo de 100 mil habitantes. Os municípios que apresentaram maior número de casos, em 2016 foram Manaus (166 casos novos), Boca do Acre (25), Parintins (15), Tapauá (14), Manacapuru (13), Manicoré (13), Humaitá (12), Presidente Figueiredo (12) e Novo Aripuanã (12 casos). Os números da doença detectados nos municípios do interior reforçam a necessidade de constante treinamento de profissionais de saúde em Hanseníase, pois assim os casos podem ser diagnosticados e tratados. Em 2016, foram visitados 53 municípios do interior, totalizando mais de 6 mil exames dermatológicos realizados e 106 novos casos de Hanseníase identificados, além de 1.238 profissionais de saúde treinados. Em 2017, a meta é visitar 100% dos municípios do interior do Estado do Amazonas, levando atendimento e treinamento que sensibilize os profissionais e compartilhe conhecimento e saúde nestes municípios.