ACESSIBILIDADE

SUSAM

Secretaria de Estado de Saúde



SUSAM terá posto médico no Sambódromo e atendimento reforçado nas unidades, durante Carnaval

24/01/2018 13:56:14

A Secretaria de Estado de Saúde (SUSAM) irá manter um Posto Médico no Centro de Convenções para os dias de Carnaval. Instalado no Bloco “A” do Sambódromo, o posto funcionará com equipe médica, corpo administrativo e uma ambulância para atender ao público e foliões, durante os desfiles das Escolas de Samba e Carnaboi.

Nas principais unidades de urgência e emergência o atendimento será reforçado, com esquema diferenciado da rotina normal, destaca o secretário de Estado de Saúde, Francisco Deodato.

Segundo o secretário, o esquema vai funcionar no período de 9 a 12 de fevereiro. “A ideia é preparar as unidades de urgência e emergência para receber os atendimentos conforme as especialidades para as quais são referências, mas também ter unidades de apoio e leitos de retaguarda, caso haja necessidade”, disse.

Em reunião realizada na tarde desta segunda-feira (22/01), no auditório da SUSAM, os diretores das unidades de urgência e emergência da capital receberam as orientações de como vai funcionar o esquema de atendimento. Ficou definido, por exemplo, que os Serviços de Pronto Atendimento (SPA) Joventina Dias, na Compensa e do São Raimundo, ambos na zona oeste, serão as unidades de apoio para onde serão encaminhados os pacientes atendidos no posto do Sambódromo. Já o SPA Alvorada, zona centro-oeste, ficará reservado para atender a demanda livre.

O Pronto-Socorro 28 de Agosto, no bairro Adrianópolis, zona centro-sul, será referência para pacientes adultos com queimaduras, enquanto o Pronto-Socorro da Criança Zona Sul, na Cachoeirinha, será para crianças vítimas de queimaduras; o Platão Araújo será referência para traumas e o João Lúcio para atendimentos neurológicos. Ambas as unidades estão na zona leste.

As demais unidades funcionarão como apoio. A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Campos Sales, no Tarumã, zona oeste, será apoio do Hospital e Pronto-Socorro da Zona Norte, no Novo Israel, que, junto com os hospitais Adriano Jorge e Beneficente Portuguesa vão dar reforço, com leitos de retaguarda, aos prontos-socorros, caso haja necessidade de transferências. “Estamos comunicando às unidades, para que estejam preparadas. Ainda teremos uma nova reunião, para que cada uma apresente seu planejamento e suas necessidades”, informou a secretária Executiva Adjunta de Atenção Especializada da Capital, Denise Machado.

Posto no Sambódromo – De acordo com o coordenador da SUSAM no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), Paulo Viana, o posto médico do Sambódromo será montado no dia 7 de fevereiro, para funcionar a partir dos dias 9 (sexta-feira), no desfile das Escolas do Grupo de Acesso, dia 10 (sábado), no desfile do Grupo Especial, e dia 12 (terça-feira), durante o Carnaboi. Para cada noite, haverá uma equipe composta por dois médicos, um enfermeiro, cinco técnicos de enfermagem, dois servidores administrativos, um coordenador e um motorista de ambulância.

Bloco do Vampirão - O tradicional Bloco do Vampirão, da Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (Hemoam), que há mais de 20 anos desfila no Carnaval Amazonense, e o Vida Ativa – Bloco da Terceira Idade, da Secretaria de Estado da Juventude Esporte e Lazer (Sejel) abrirão, juntos, o Carnaval 2018, no dia 10, às 15h, no Sambódromo.

Com o tema “Hemoam e doador na folia pelo amor”, o Bloco do Vampirão reforça a necessidade da doação voluntária de sangue, levando para o Sambódromo as figuras queridas das crianças e adultos – os vampiros “Rei e Rainha Vamp” – e outras alegorias. O Bloco do Vampirão conta com a participação de servidores do Hemoam, doadores de sangue e familiares de pacientes.

O Bloco do Vampirão é uma iniciativa dos servidores do Hemoam, apoiada pela Associação dos Servidores da Fundação Hemoam (ASFHAM).

O Hemoam se prepara para as demandas dos hospitais e prontos-socorros, que costumam aumentar no período carnavalesco, visando manter o estoque dentro dos critérios para garantir a segurança transfusional no estado. “A ideia é alcançar escolas, faculdades e a indústria, que estão voltando do recesso, além de instituições públicas para a captação de doadores para atender o estoque, já que o índice de acidentes tende a ser maior nesse período”, afirma a subgerente de Coleta Externa, Eleonora Araújo.

Bloco Xô Mosquito – Quem também vai colocar o bloco na rua é a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), que pela primeira vez irá desfilar no Carnaval de Manaus. O Bloco Xô Mosquito sai às 19h, do dia 10, prometendo levar para a avenida do samba 1.200 brincantes, com a missão de promover a prevenção de doenças como dengue, chikungunya, zika vírus e a febre amarela, todas transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti.

Com o refrão “Xô mosquito, xô, só pula Carnaval quem se cuidou”, o bloco pretende aumentar a adesão da população para não deixar água parada onde o mosquito possa se proliferar. Além da FVS, o bloco Xô Mosquito vai reunir servidores da secretaria da SUSAM, da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) e das Secretarias Estadual e Municipal de Educação (Seduc e Semed), Fundação Nacional de Saúde (Funasa) e Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (Inpa). Durante o desfile do bloco, os servidores da FVS irão distribuir ventarolas com orientação para prevenção às doenças.

Mais de um milhão de preservativos – A Coordenação Estadual de IST/Aids e Hepatites Virais  irá distribuir 1,3 milhão de preservativos e 59 mil conteúdos de gel lubrificantes no período Carnavalesco. Os profissionais que atuam no programa estarão no Sambódromo e nas principais bandas de Carnaval. No dia  03 de fevereiro estarão nas bandas da Bica e Difusora. No dia 04, na Banda do Boulevard; de 09 a 12 estarão no Sambódromo, e no dia 10 irão compor o Bloco da Saúde, que vai desfilar no Sambódromo a partir das 17h.