ACESSIBILIDADE

SUSAM

Secretaria de Estado de Saúde



HPS Platão Araújo amplia os leitos de UTI pediátrica, após oito anos funcionando com apenas dois

19/02/2018 09:07:11

O Hospital e Pronto-Socorro Platão Araújo, na zona leste, ampliou, de dois para cinco, o número de leitos de UTI pediátrica, adequando-se ao padrão recomendado pelo Ministério da Saúde. A UTI da unidade, que passou por reforma para a adequação, foi entregue  já com os cinco leitos funcionando, após oito anos com apenas dois.

 

Segundo o secretário estadual de Saúde, Francisco Deodato, a ampliação da UTI do Platão Araújo faz parte do projeto de reconstrução da saúde, que em sendo conduzido pelo Governo do Amazonas. “O Platão Araújo está entre as 12 unidades da capital que encontramos em situação precária e onde iniciamos esse processo de reconstrução, que estamos em seguida expandindo para as demais”, disse o secretário. “A mudança não é só na UTI pediátrica. Definitivamente, hoje, o Platão Araújo não é mais a mesma unidade que recebemos há quatro meses”, disse o secretário.

 

Entre as melhorias executadas na unidade estão, também, a retomada do serviço de  tomografia, que ficou mais de um ano parado, a reforma de banheiros, pintura interna, recuperação dos aparelhos de ar condicionados e organização dos ambientes de forma geral. 

 

O diretor do PS Platão Araújo, Carlos Nossa, explica que a UTI, prevista para oferecer cinco leitos, vinha funcionando com apenas dois, desde que foi entregue, há oito anos, devido a erros estruturais na rede de gases. A rede não supria a necessidade de demanda para cinco ventiladores mecânicos operando ao mesmo tempo.

 

O problema, de acordo com ele, impedia inclusive que o Platão Araújo recebesse recursos do Sistema Único de Saúde (SUS) para este tipo de serviço. “O padrão para UTI é de no mínimo cinco leitos. Se não tiver essa quantidade não faturamos o serviço junto ao Ministério da Saúde. Assim, ganha a unidade, que pode contar com esse recurso, e ganha a população, que terá oferta maior de UTI pediátrica no nosso pronto-socorro”.

 

Carlos Nossa atribuiu as melhorias na unidade à determinação do governador Amazonino Mendes de priorizar a saúde e, também, ao esforço do trabalho que vem sendo desempenhado pela equipe do pronto-socorro. “Os trabalhadores da saúde já perceberam a mudança e todos estão otimistas e interessados em colaborar nesse processo”, disse.