ACESSIBILIDADE

SUSAM

Secretaria de Estado de Saúde



Governo do Estado autoriza R$ 37 milhões para o combate ao câncer no Amazonas

24/04/2018 09:20:05

O Governo do Estado autorizou, entre 1° de janeiro e 23 de abril de 2018, um orçamento de R$ 37,7 milhões para a manutenção da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), unidade da Secretaria de Estado da Saúde (Susam), considerada referência em cancerologia na Amazônia Ocidental. Apesar de abranger pouco mais de um trimestre deste ano, o valor já corresponde a quase 42% de todo o montante autorizado para 2017.
O valor autorizado, no caso da FCecon, que é um órgão da administração indireta, corresponde apenas às despesas programadas para o período, e não ao orçamento anual. Do total autorizado, aproximadamente R$ 30,6 milhões foram empenhados até agora, para a compra de produtos de saúde e para dar continuidade aos serviços ofertados pela fundação. “Nossa expectativa é que os investimentos na instituição ultrapassem os R$ 91 milhões, no exercício vigente, suplantando o valor destinado no ano passado para a Fundação”, frisou a diretora-presidente do hospital, engenheira biomédica Ana Paula Lemes.
Ela explica que os R$ 37,7 milhões foram liberados via duodécimo, acompanhando as necessidades da unidade hospitalar. “Só para a aquisição de medicamentos, foram mais de R$ 10 milhões, incluindo os quimioterápicos de alto custo, produzidos, em sua maioria, fora do País”, destacou Lemes.
O recurso autorizado também viabilizou, segundo a gestora, inúmeras melhorias no hospital, como a reativação de aparelhos instalados no Serviço de Imagenologia e Apoio ao Diagnóstico, a finalização da compra do Multileaf Collimators – importante assessório que permitirá o aumento de procedimentos de radioterapia –, a ampliação de procedimentos de endoscopia, entre outros.
Outras melhorias
Ana Paula Lemes destaca que estão previstos para os próximos meses, diversos avanços na FCecon, dentre os quais, estão a retomada da obra da Casamata – espaço blindado que receberá mais um aparelho de radioterapia denominado acelerador linear -; a conclusão da primeira Sala Inteligente para Procedimentos Minimamente Invasivos da rede pública de saúde da região Norte; a ampliação de 20 novos leitos de internação; a implantação do protocolo de Manchester – para classificação de risco no Pronto Atendimento da FCecon -; a conclusão de mais de 35 pesquisas relacionadas ao câncer, desenvolvidas via Programa de Apoio à Iniciação Científica (Paic) e a conclusão do protocolo de atualização do fluxo do Serviço de Mastologia da unidade hospitalar.
“A oncologia é uma área que demanda uma atenção especial do poder público e, sendo assim, temos tido todo o apoio necessário do Governo do Estado, via Susam, para fortalecermos a política de atenção ao paciente no Amazonas. A FCecon representa um importante polo regional de diagnóstico e tratamento do câncer, pois tem recebido, cada vez mais, pacientes de estados e países vizinhos que buscam ajuda especializada”, frisou Ana Paula Lemes.
“Em apenas um ano, realizamos mais de 1,1 milhão de procedimentos, número bastante expressivo e que demonstra a importância da instituição no Sistema Único de Saúde do Norte. Nossa expectativa é de ampliação da oferta, com o reforço da equipe, através da entrada dos novos concursados, e da implantação de novas tecnologias”, concluiu a diretora-presidente.