ACESSIBILIDADE

SUSAM

Secretaria de Estado de Saúde



FVS realiza reunião de Atualização em Sarampo para os secretários municipais de saúde

06/07/2018 08:49:44

A Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), órgão da Secretaria de Estado de Saúde (Susam), realizou, nesta quarta-feira (04/07), reunião com secretários de saúde dos municípios do Amazonas. No encontro que aconteceu na sede do órgão e contou ainda com a participação de representantes da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), a pauta foi a atualização sobre a situação epidemiológica da doença no Estado e a convocação para união de forças no sentido de conter o avanço da doença.
De acordo com a FVS, já são 2.844 casos notificados no Estado, situação que exige ações mais efetivas de vacinação e controle em todos os municípios. Trinta municípios do Amazonas tem casos notificados, com destaque para Manaus com 2.231 casos, Manacapuru com 507, Rio Preto da Eva, com 17 e Itacoatiara com 15.
Segundo o diretor-presidente da FVs, Bernardino Albuquerque, a Susam enviará reforço de vacina aos municípios, que têm até esta sexta-feira para informar a situação de seus estoques e a necessidade de reforço. "Para o combate ao sarampo precisa de estratégias mais efetivas e a vacinação é a principal ferramenta de controle, por isso, vamos complementar os estoques, para que essa busca da cobertura vacinal seja alcançada", explicou.       
O secretário estadual de Saúde, Francisco Deodato, ressalta que a situação epidêmica do sarampo no Estado exige a união e esforço de todos. "É necessário entender que o sarampo é uma doença que atinge a família. Grande parte dos casos notificados é em adulto jovem, de 16 a 29 anos. Os municípios devem utilizar de todos os recursos para garantir a imunização", reforçou.
Para o consultor nacional da Opas, Carlos Frederico Campelo, o Amazonas e suas características peculiares de logísticas devem ser levados em conta diante de uma epidemia. "Um dos principais meios de transporte são embarcações com centenas de pessoas, que seguem horas ou até dias de viagem, e para o sarampo esse aglomerado de pessoas proporciona a proliferação rápida do vírus. Desta forma, é necessário que os municípios sejam ágeis na intensificação  da vacinação, não mais na forma de rotina e, sim, buscando o público alvo, seja com vacinação casa a casa ou em mutirões de saúde", explicou.
A coordenadora do Núcleo de Educação em Saúde da Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc),  Delta Segadilha, defendeu a união de forças para atuar no combate ao sarampo. "Nós da educação não podíamos ficar de fora dessa luta contra o sarampo. Muitos alunos estão ficando doentes, por isso, estamos concluindo um cronograma para realizar a imunização deste público alvo e, desde já, solicitamos aos senhores pais a adesão a esta grande ação no esforço conjunto para evitar mais adoecimento", comentou. A Seduc será parceira dos órgãos de saúde na vacinação de estudantes das escolas estaduais prevista para iniciar logo após o fim do recesso escolar, na semana que vem.
Treinamento – Nesta quarta-feira também foi realizada uma capacitação para alunos finalistas das áreas de enfermagem, saúde coletiva e medicina da Universidade de Estado do Amazonas (UEA), Universidade Federal do Amazonas (UFAM) e da Universidade Nilton Lins, que vão participar da força-tarefa de vacinação nas escolas e atuar na notificação de casos nos Núcleos de Vigilância Epidemiológica das unidades de saúde do Estado. Ao todo, participaram do treinamento realizado no auditório do Instituto de Pesquisa Clínica Carlos Borborema, na Fundação de Medicina Tropical Dr Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), cerca de 70 acadêmicos.
Para a acadêmica do 9º período de enfermagem da UFAM, Jaqueline Macedo, 22 anos, é uma oportunidade ímpar de contribuir no enfrentamento ao sarampo. "Na graduação pouco foi falado sobre o sarampo e a importância da vacina. Saio do treinamento com mais responsabilidade e serei mais uma apoiadora contra o sarampo", comentou.
Durante a capacitação, a coordenadora do Núcleo de Vigilância Epidemiológica da FVS, Andréa Santos, abordou a importância da vacina tríplice viral, o preenchimento correto das fichas de notificação compulsória, o tempo para realização do bloqueio vacinal  para as pessoas que tiveram contato com casos suspeitos. "Eles são os futuros profissionais  de saúde a serviço da sociedade e estão sendo preparados para reforçar as ações de vigilância", salientou Andéa.
Boletim Epidemiológico – De acordo com a 15ª edição do Boletim Epidemiológico da Sala  de Resposta Rápida para Surto de Sarampo do Amazonas, divulgada nesta quarta-feira (04/07) pela FVS, foram notificados, até o momento, 2.844 casos da doença no Estado. A capital, Manaus, tem 2.231 casos notificados; Manacapuru tem 507; Rio Preto da Eva tem 17; Iranduba tem 14; Parintins tem 8; Presidente Figueiredo tem 8; Novo Airão tem 7. Foram confirmados 271 casos em Manaus e descartados 145. Outros 2.428 casos suspeitos seguem em investigação no Estado.