ACESSIBILIDADE

SUSAM

Secretaria de Estado de Saúde



Saúde Integral do Homem é o foco da programação do Novembro Azul no Estado

08/11/2018 08:00:00

Como parte da campanha Novembro Azul do Governo do Amazonas, a Secretaria de Estado de Saúde (Susam), em parceria com o Ministério da Saúde e as secretarias municipais, realiza no Estado uma programação específica para reforçar a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem (PNAISH). A programação, que iniciou nesta terça-feira (06/11) e vai até a quinta (08/11), conta com a participação do coordenador Nacional do PNAISH, do Ministério da Saúde, Francisco Norberto Moreira.

 

Norberto cumpre uma agenda de visitas às unidades de saúde de Manaus e também do interior, para propagar e estimular junto aos profissionais de saúde as ações previstas na PNAISH, como o Pré-Natal do Parceiro, que incentiva o homem a acompanhar a mulher, no pré-parto, no parto e no pós-parto. Na terça-feira, o coordenador visitou a Unidade Básica de Saúde (UBS) José Rayol, da Prefeitura de Manaus, que é referência no Pré-Natal do Parceiro e a maternidade Ana Braga, do Estado, que desenvolve ações voltadas para a paternidade e saúde da família.

 

Nesta quarta-feira (07/11), ele segue, junto com a equipe da Coordenação Estadual de Saúde do Homem da Susam, para Manacapuru, onde deverão realizar a Oficina de Alinhamento da PNAISH na atenção primária e o lançamento do Guia de Saúde do Homem para Agentes Comunitários de Saúde de Manacapuru e municípios do entorno. “Levar essas ações para o interior é importante para conscientizar os homens daqueles municípios da importância de cuidar da saúde durante o ano inteiro, a saúde preventiva propriamente dita, que pode ser feita na Unidade Básica de Saúde. Nosso trabalho é direcionado aos agentes comunitários de saúde para que possam propagar as campanhas que buscam inserir hábitos saudáveis naqueles que procuram a unidade de saúde”, destacou a coordenadora de Saúde do Homem da Susam, Thyana Palmeira.

 

Thyana observa que a Campanha Novembro Azul neste momento envolve as secretarias de saúde dos municípios, que já estão com atividades em andamento em 100% do Estado. “Nosso foco é nas ações preventivas do câncer de próstata, alvo principal da campanha, mas principalmente na prevenção de outras doenças e na implicação de hábitos saudáveis, na melhor convivência familiar e na participação da criação dos filhos”.

 

Política Nacional de Saúde do Homem – O coordenador do PNAISH explica que, tradicionalmente, o sistema de saúde dava prioridade ao atendimento às mulheres, crianças e idosos, por considerarem esses grupos mais frágeis. “Os homens não tem habito de ir a uma unidade de saúde fazer prevenção e deixam para procurar atendimento quando o quadro se agrava, ocasionando maiores problemas e despesas para si e para o sistema de saúde. Diante desse quadro, o Ministério da Saúde compreendeu que era essencial desenvolver cuidados específicos para o homem de 20 a 59 anos”, ressalta Noberto.

 

A Política Nacional de Atenção Integral da Saúde do Homem foi desenvolvida em eixos que detalham os pontos de atenção que devem ser considerados para garantir melhoria das condições de saúde da população masculina.

 

Para atingir o objetivo, a PNAISH promove cinco pontos temáticos: Acesso e Acolhimento, que visa reorganizar as ações de saúde que incluam o homem como parte da população que precisa de cuidados primários e que ele se sinta emponderado a procurar atendimento; Saúde Sexual e Reprodutiva, que busca sensibilizar desde gestores, profissionais e população em geral quanto aos direitos do homem, com ações relacionadas a problemas como disfunção erétil, doenças sexualmente transmissíveis (DST) e ao planejamento familiar; a Paternidade, que inclui programas que geram maior aproximação do homem com a mulher grávida e a família, destacando como esta participação pode trazer saúde, bem-estar e fortalecimento de vínculos.

 

Outro ponto importante para a saúde do homem é fortalecer a assistência básica no cuidado às doenças prevalentes na população masculina, incentivando a hábitos saudáveis, como atividades físicas que combatem o surgimento de doenças.  Por fim, o PNAISH desenvolve ações de prevenção de violências e acidentes do homem, seja como vítima ou como autor.

 

Ações futuras: Desde que foi lançado em 2009, o PNAISH colhe avanços no cuidado com a saúde do homem e já traça planos para ampliar e melhorar a política, como destaca o coordenador. “Durante esses 10 anos conseguimos ter um aumento na participação de homens nas atividades ofertadas, principalmente em ações realizadas em lugares com grande população masculina, além do lançamento de guias e cursos a distancia, transversalidade e politicas que nos ajudam a promover a saúde do homem”, enumera Norberto.

 

“Estamos trabalhando agora duas linhas de cuidado para a saúde do homem, como o Caderno de Atenção básica, que deve ser lançado em breve, e na revisão do PNAISH, que vai trabalhar com os ciclos de vida do homem e não apenas entre os 20 e os 59 anos, além de ampliar a transversalidade com políticas de equidade, dando atenção às populações da floresta, do campo, comunidades LGBTI e moradores de rua. Também vamos trabalhar de forma muito ativa com Estados e Municípios essas ações”, adianta o coordenador. 

 

FOTO: CLÓVIS MIRANDA/SECOM