ACESSIBILIDADE

SUSAM

Secretaria de Estado de Saúde



Susam vai realizar 47 mil testes rápidos de HIV e distribuir mais de 1,5 milhão de preservativos

27/11/2018 08:36:39

A Secretaria Estadual de Saúde (Susam) vai oferecer mais de 47 mil testes rápidos para o diagnóstico do HIV e distribuir mais de 1,5 milhão de preservativos durante a Campanha “Dá para viver sem dúvida”, alusiva ao Dia Mundial de Luta Contra a Aids. A data é celebrada, anualmente, no dia 1º de dezembro. As ações, no Amazonas, serão realizadas por meio da Coordenação Estadual de IST/Aids e Hepatites Virais, vinculada à Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD).

 

A abertura oficial da Campanha do Dia Mundial de Luta contra AIDS acontecerá na próxima sexta-feira (30), às 17h, no auditório Luiz Montenegro, da FMT-HVD. No evento, serão apresentadas as experiências positivas, no Amazonas, na redução da transmissão vertical da doença, em crianças menores de cinco anos de idade. Para marcar a data, durante todo o mês de dezembro o prédio da FMT será iluminado com a cor vermelha, que simboliza a luta contra a doença.

 

A programação inicia na sexta-feira, com a Oficina de Atualização em Prevenção Combinada, que será realizada no auditório Luiz Montenegro da FMT-HVD das 9h às 17h. A oficina é promovida pela Coordenação Estadual de IST/Aids/HV e voltada para os profissionais de saúde e estudantes. Abordará temas do protocolo de prevenção combinada, humanização da atenção, entre outros.

 

Blitz - Nesse mesmo dia, a Fundação Alfredo da Mata (Fuam), unidade da rede estadual de saúde, promoverá ações por meio de blitz de prevenção, na área da avenida Carvalho Leal, na Cachoeirinha, das 9h às 15h, com oferta de preservativos masculinos e femininos e materiais informativos para a população. No período de 02 a 28/12, a Fuam promoverá palestras, distribuição de preservativos e material educativo, nas salas de espera da unidade.

 

Sensibilização - O Dia Mundial de Luta Contra a Aids tem o objetivo de sensibilizar a opinião pública para as questões relacionadas à prevenção e o controle do HIV/Aids. Além disso, conforme frisa o secretário estadual de Saúde, Francisco Deodato, reduzir o preconceito, a discriminação e promover o respeito e a garantia dos direitos de saúde a todas as pessoas que vivem com HIV (PVHIV). “A adesão ao tratamento e a adoção de práticas saudáveis propicia maior expectativa de vida e de saúde”, afirmou.

 

Casos aumentaram - O número de casos diagnosticados de HIV, notificados no Sistema Nacional de Atendimento Médico (Sinam), vem crescendo nos últimos anos, no Amazonas. De acordo com a médica Dessana Chehuan, coordenadora estadual de IST/Aids e Hepatites Virais do Amazonas, o fato também tem relação direta com o aumento da oferta de testes rápidos na rede pública. “Devido à implantação de políticas de saúde que intensificaram a aplicação de testes rápidos, podemos diagnosticar e iniciar o tratamento de pessoas que até então não sabiam que possuíam o vírus HIV, o que acabou gerando um aumento no número de casos notificados”, destacou.

 

Em 2018, no período de janeiro a outubro, foram notificados 1.568 novos casos de HIV. Destes, 1.266 foram notificados em Manaus, representando 80,7% dos casos.  A faixa etária mais acometida, segundo as notificações, é de 20 a 34 anos de idade, seguida depois por pessoas com 35 a 49 anos. Jovens e adolescentes, na faixa etária de 15 a 19 anos, também representam grupo de crescente exposição e prevalência à infecção pelo vírus HIV.

 

Referência - O acompanhamento das pessoas vivendo com HIV, em Manaus, é feito nos Serviços de Assistência Especializada (SAE). A FMT-HVD é a principal referência para o tratamento dos pacientes, atendendo aos os casos graves que necessitem de internação. O atendimento também é feito na Fundação Alfredo da Matta (Fuam), além das Policlínicas Comte Telles, no bairro São José, Dr. Antônio da Silva, no Monte das Oliveiras, Dr. José Raimundo Franco de Sá no bairro Nova Esperança e Dr. Antônio Reis, no São Lázaro.

 

Há ainda atendimentos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), Leonor de Freitas, na compensa e Arthur Virgílio, no bairro Amazonino Mendes. No interior, possuem SAE os municípios de Parintins, Tabatinga, Tefé, Coari, Itacoatiara, Benjamin Constant e Maués.

 

Ações realizadas – Nos meses de agosto a novembro deste ano ocorreram ações de sensibilização, com “blitze educativas” nas escolas da rede estadual, promovidas pela Coordenação Estadual de IST/AIDS/HV, em parceria com a Secretaria Estadual de Educação (Seduc). Durante as blitze educativas foram abordados temas como a importância da prevenção e das ISTs. A Secretaria de Educação prevê, como parte da companha pelo Dia Mundial de Luta contra a Aids, a realização de atividades pedagógicas nas escolas de ensino médio, tais como: Roda de conversas, palestras, passeatas, confecção de cartazes, trabalhos de grupo e de pesquisa, elaboração e distribuição de notas técnicas sobre AIDS.

 

No interior do estado, a Campanha se estenderá durante todo o mês de dezembro, através de ações de prevenção e incentivo ao diagnóstico precoce do HIV e outras IST para a população. Durante toda a campanha serão distribuídas 47.750 unidades de testes rápidos para o diagnóstico do HIV (1.910 Kits), 1.524.576 unidades de preservativos masculinos, 144.000 unidades de gel lubrificantes, além de material informativo.

 

PROGRAMAÇÃO 

 

30.11.2018 - Oficina de “Atualização em Prevenção Combinada”, voltado para os profissionais de saúde (médicos, enfermeiros e farmacêuticos) que atuam nos SAE e estudantes das áreas mencionadas.

Local: Fundação de Medicina Tropical (FMT-HVD) – Auditório Luiz Montenegro.

Horário: 9h às 17h.