ACESSIBILIDADE

SUSAM

Secretaria de Estado de Saúde



Amazonas forma 3ª turma do Programa de Epidemiologia de Campo

13/12/2018 09:34:39


A Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS-AM), órgão da Secretaria de Estado da Saúde (Susam) realiza, nos dias 13 e 14 de dezembro, a cerimônia de formatura de 25 profissionais, egressos do Programa de Treinamento em Epidemiologia Aplicada aos Serviços do Sistema Único de Saúde – Nível Fundamental (EpiSUS-Fundamental). O programa é desenvolvido em parceria com o Ministério da Saúde.
 
A finalidade é fortalecer o sistema estadual e municipal de Vigilância em Saúde, aumentando a capacidade de detecção de surtos, epidemias, resposta e comunicação de eventos de importância da saúde pública. Durante a cerimônia, haverá a apresentação dos trabalhos realizados pelos participantes, de acordo com a realidade epidemiológica de cada município/instituição.

A cerimônia contará com a participação de representante do Ministério da Saúde, do Programa de Treinamento em Epidemiologia Aplicada aos Serviços do EpiSUS, Priscila Boch. A programação será realizada a partir das 8h, no auditório da FVS, situado na avenida Torquato Tapajós, nº 4.010, Colônia Santo Antônio.     

De acordo com diretor presidente da FVS-AM, Bernardino Albuquerque, a principal característica do curso é que é um treinamento em serviço. "Com enfoque prático, visa aprimorar as habilidades do profissional no contexto de sua atuação profissional, e assim, fortalecer o Sistema de Vigilância em Saúde e a Atenção à Saúde do SUS", diz.

Parceria - O financiamento do curso foi disponibilizado pelo MS, através do Programa da Sífilis e EpiSUS. Em contrapartida, a FVS é a responsável por viabilizar o treinamento junto aos municípios participantes, em parceria com a Coordenação Estadual de IST/HIV/AIDS/HV.

No Amazonas - De forma pioneira, no Estado, foram realizadas três turmas de treinamento. A primeira, com os profissionais de Manaus e Região Metropolitana. A segunda turma foi com os municípios que compõem a Região de Saúde do Alto Solimões e Tríplice Fronteira.


Desta vez, participaram 25 profissionais (dos municípios de Iranduba, Coari, Juruá e São Gabriel da Cachoeira) e instituições como as maternidades estaduais Balbina Mestrinho e Nazira Daou, Fundação de Medicina Tropical Dr. Heitor Vieira Dourado (FMT-HVD), Fundação Alfredo da Matta (FUAM) e a Coordenação Estadual de IST/HIV/AIDS/HV, da Susam.