ACESSIBILIDADE

SUSAM

Secretaria de Estado de Saúde



Fachada da FCecon será iluminada em alusão ao Dia Internacional de Segurança do Paciente

17/09/2019 15:28:49


A Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), órgão vinculado à Secretaria de Estado de Saúde (Susam), nesta terça-feira (17/09), iluminará sua fachada em tom laranja e colocará uma faixa para sensibilizar os visitantes sobre a importância de tornar mais seguro o cuidado de saúde dos pacientes. A iniciativa ocorre em alusão ao Dia Internacional da Segurança do Paciente (17 de setembro), uma campanha da Organização Mundial de Saúde (OMS).

 

O tema da campanha, escolhido pela OMS, é “Segurança do Paciente: uma prioridade global de saúde”, e o slogan “Falemos todos pela Segurança do Paciente”. A campanha também prevê o uso das hashtags #DiaMundialdaSegurançadoPaciente, #SegurançadoPaciente e #FalemostodospelaSegurançadoPaciente.

 

Na FCecon, as atividades estão sendo coordenadas pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH) e Núcleo de Segurança do Paciente (NSP). No mês de outubro, também está prevista a realização de um simpósio de segurança do paciente.

 

Conforme a enfermeira responsável pelo NSP/FCecon, Mariele Colares Magalhães, a data visa promover a mobilização de pacientes, profissionais da área de saúde, gestores e familiares para o engajamento em atividades nas unidades de saúde – hospitais, ambulatórios, atenção primária, serviço de apoio diagnóstico terapêutico (SADT), dentre outros.

 

“Queremos alertá-los que atitudes simples, como lavar as mãos antes e depois de visitar o paciente, retirar os adornos – brincos, pulseiras, anéis, colares – antes de entrar no hospital, não sentar no leito, utilizar álcool em gel para higienização das mãos, podem proteger os pacientes contra as infecções hospitalares”, alertou Magalhães.

 

Paciente seguro – Além da data pontual, a Fundação dispõe de um calendário anual de ações para tornar mais seguro o cuidado com o paciente, informou a enfermeira responsável pelo CCIH, Glauciane Moreira Neves. Ela lembrou que, no mês de junho deste ano, o hospital deu início ao projeto Paciente Seguro, em parceria com o Hospital Moinhos de Vento, do Rio Grande do Sul.

 

O projeto Paciente Seguro é realizado por meio do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde (Proadi/SUS), do Ministério da Saúde (MS). A iniciativa visa prevenir situações de risco aos pacientes, como quedas e doenças hospitalares, garantindo a segurança do tratamento, bem como a diminuição de custos com tempo de internação.

 

Neves também citou o simpósio de segurança do paciente, as palestras sobre profilaxia e cirurgia para médicos da unidade hospitalar, além da proibição do uso de adornos dentro do hospital e das campanhas de higienização das mãos realizadas pela FCecon neste ano.

 

“As mãos constituem a principal via de transmissão de microrganismos durante a assistência prestada aos pacientes. Por isso, é a medida mais simples e menos dispendiosa para prevenir a propagação das infecções relacionadas à assistência à saúde. Os adornos e objetos de difícil higienização dificultam a higienização adequada das mãos e de superfícies corpóreas”, destacou Neves.

 

Protocolos – A portaria do MS/GM n° 529/2013 definiu como estratégia a elaboração e implantação de um conjunto de protocolos sobre os seguintes temas: Prática de higiene das mãos em estabelecimentos de saúde; Cirurgia segura; Segurança na prescrição, uso e administração de medicamentos; Identificação de pacientes; Comunicação no ambiente dos estabelecimentos de saúde; Prevenção de quedas; e Úlceras por pressão, os quais são trabalhados pela FCecon.