ACESSIBILIDADE

SUSAM

Secretaria de Estado de Saúde



Diretor-presidente da FCecon recebe Medalha Ruy Araújo

18/11/2019 15:14:00

“Pensei que tinha escolhido a FCecon para trabalhar. É um chamamento em que não há ganho financeiro, mas apenas espiritual”. Foi o que declarou o diretor-presidente da Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), mastologista Gerson Mourão, na solenidade de entrega da Medalha Ruy Araújo.

A honraria foi concedida, nesta segunda-feira (18/11), pela Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), no plenário da Casa Legislativa. A entrega da Medalha foi proposta pelo deputado João Luiz, pelo reconhecimento dos relevantes serviços prestados por Mourão à sociedade amazonense em mais de três décadas dedicadas à medicina. A solenidade contou com a presença de amigos, familiares, médicos, enfermeiros e parlamentares do Amazonas.

Segundo Mourão, simbolicamente, a Medalha Ruy Araújo pertence a todo o grupo que tem lutado ao seu lado ao longo dessas três décadas nas causas contra os cânceres de mama e colo de útero no interior do Amazonas. “Todos nós nos sentimos honrados. Recebo a homenagem com muito carinho”, frisou.

Homenagens – Durante a solenidade, foi exibido um vídeo em homenagem a Gerson Mourão, em que familiares, amigos e colegas de profissão destacaram o caráter, a competência e o profissional de excelência, senso de justiça e dedicação à causa do câncer.

Esposa de Mourão, Vilma Mourão disse que a homenagem representa o trabalho que ele tem desenvolvido durante sua vida profissional. Ela pontuou que a humildade e o senso de justiça é a marca pessoal do médico mastologista. “Sou suspeita para falar, mas a convivência tem me mostrado isso. Só tenho a agradecer à Casa Legislativa. Todos os familiares também recebem a homenagem”, comemorou.  

Para a chefe do Centro Cirúrgico/FCecon, enfermeira Graça Gondim, é uma honra estar presente na Assembleia Legislativa para prestigiar Mourão, em mais um dos momentos importantes de sua vida profissional.

“O conheço há 21 anos, quando comecei a trabalhar no Centro Cirúrgico. Conheço o trabalho dele como cirurgião do serviço de Mastologia, sendo sempre um homem dedicado, muito humano, é um profissional exemplar. Hoje, à frente da Fundação, tem feito o máximo para a melhoria dos serviços”, pontuou Gondim.

Ações – À frente da FCecon há dez meses, o médico mastologista destacou as ações tomadas para mudar o cenário do câncer no Amazonas. Mourão citou, por exemplo, o processo de interiorização dos serviços prestados à população por meio do projeto “Ver e tratar o colo do útero”, além das mais de 400 conizações – procedimento cirúrgico para a retirada de lesões precursoras de câncer de colo uterino, causadas pelo Papilomavírus humano (HPV) de alto risco – realizadas neste ano.

“Hoje, vamos pela primeira vez conseguir sair dos muros da Fundação e atender os sete polos sanitários. Não podemos fechar os olhos para o câncer. Trata-se de uma doença que tem superado as infectocontagiosas e as por causas externas. Vamos lutar para vencer o problema. A saída é a população se sensibilizar sobre suas responsabilidade e a FCecon precisa dar o suporte necessário à população”, frisou Mourão.

Estilo de vida – Conforme Mourão, a população precisa mudar os hábitos, ou seja, praticar exercícios, evitar consumir bebidas alcoólicas e o tabagismo. Ele afirmou que são atitudes simples que ajudam a prevenir o câncer.

FOTO: Luís Mansueto/FCECON