ACESSIBILIDADE

SES-AM

Secretaria de Estado de Saúde



Susam reúne diretores de unidades para atualizar Plano de Contingência do Covid-19

16/03/2020 10:01:34

A Secretaria de Estado de Saúde (Susam) reuniu, na noite desta sexta-feira (13/01), diretores das unidades de saúde da capital para apresentar a atualização do Plano Estadual de Contingência de enfrentamento ao Covid-19 (novo coronavírus). A reunião ocorreu logo após a confirmação do primeiro caso da doença, em Manaus.

O protocolo de manejo clínico do paciente, desde a recepção até a coleta de exames para confirmação ou descarte do novo coronavírus, foi reforçado pela secretária de Atenção Especializada da Capital da Susam (SEA-Capital), Dayana Mejia de Sousa.

“A nossa reunião foi exatamente no sentido do exercício de todas as diretrizes instituídas pelo Ministério da Saúde, considerando o nosso Plano Estadual de Contingência, bem como o protocolo de manejo clínico e classificação de risco”, disse a secretária.

Segundo a secretária, pessoas que apresentarem febre e mais um sintoma gripal, como tosse ou falta de ar após 14 dias, tendo viajado para uma área com transmissão local ou tido contato próximo com caso suspeito ou confirmado para o coronavírus, devem procurar a unidade de saúde mais próxima.

A secretária reforçou que a recomendação da Susam é que pacientes que apresentarem os sintomas descritos procurem as unidades básicas de saúde (UBS) nos municípios. Em Manaus, a população também pode procurar um Serviço de Pronto Atendimento (SPA). Caso haja necessidade, a rede de saúde irá direcionar o paciente para um hospital de referência após o atendimento inicial.

Máscaras - O uso de equipamentos de EPIs também foi esclarecido pela secretária da Capital. “Esse uso de EPIs tem que ser usado de uma maneira responsável e no momento que, de fato, ele é necessário. O uso é dessa pessoa que está doente e do profissional que está manejando esse paciente, caso não haja essas situações, a utilização de máscaras é desnecessária”, esclareceu a secretária.

A nota técnica nº 04/2020 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recomenda o uso de máscara cirúrgica em pacientes suspeitos; profissionais da saúde responsáveis pelo atendimento de casos suspeitos ou confirmados e profissionais de apoio (limpeza, manutenção, nutrição e outros), além de recepcionistas, vigilantes ou outros que atuem no acolhimento dos pacientes no serviço de saúde: uso de máscara cirúrgica.

FOTOS: DIVULGAÇÃO/SUSAM