ACESSIBILIDADE

SUSAM

Secretaria de Estado de Saúde



Amazonas interrompe vacinação de rotina até 16 de abril

23/03/2020 19:38:02

Por recomendação do Ministério da Saúde (MS), estão suspensas, temporariamente, as vacinas de rotina na rede de saúde pública do Amazonas. De acordo com a Fundação de Vigilância em Saúde (FVS), que é responsável pela distribuição das vacinas na capital e no interior, o MS orientou pela interrupção nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) para evitar a disseminação do novo coronavírus (Covid-19).

 

Ainda segundo o Ofício Circular Ministerial 02/2020, serão mantidas apenas a oferta de vacina contra sarampo para pessoas com até 59 anos de idade e a Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza, a partir desta segunda-feira (23/03).

 

A diretora-presidente da FVS-AM, Rosemary Costa Pinto, explica que a oferta de vacina de rotina deve retornar a partir de 16 de abril deste ano, quando será encerrada a primeira fase da campanha contra a influenza destinada para pessoas com mais de 60 anos. Os idosos são as pessoas que mais vêm apresentando complicações devido ao novo coronavírus em todo o mundo e devem evitar sair de casa, segundo a diretora-presidente da FVS.

 

A FVS-AM orienta que os pais e/ou responsáveis aguardem até 16 de abril para comparecer aos postos de saúde e atualizar a caderneta de vacinação da criança, buscando aproveitar a oportunidade para também se vacinar.

 

“Aproveitamos para fazer um chamamento especial aos pais e responsáveis por crianças, que são, muitas vezes, portadores assintomáticos de doenças respiratórias. O adiamento é orientado para reduzir o contato com idosos, grupo com maior risco de complicações e óbitos por doenças respiratórias, dentre elas Influenza e Covid-19, mas, a partir do dia 16 de abril, é essencial realizar a atualização da caderneta de vacinação”, informou.

 

Campanha Influenza – Em todo o interior do estado, a vacinação ocorre nos postos de saúde. Em Manaus, os idosos serão vacinados em casa contra a gripe.

 

De acordo com a coordenadora do Programa Estadual de Imunização da FVS-AM, Izabel Nascimento, o esquema de vacinação deve ser gerenciado pelas equipes de saúde de todo o estado para evitar aglomerações de pessoas.

 

“As vacinas devem ser ofertadas estrategicamente, em cada um dos municípios, seguindo a orientação do Ministério da Saúde. A vacinação contra sarampo vai seguir, para quem tem até 59 anos de idade, para evitar o aumento da circulação ativa do vírus do sarampo”, apontou Izabel.

 

FOTOS: Divulgação/Susam