ACESSIBILIDADE

SES-AM

Secretaria de Estado de Saúde



Hospital Delphina Aziz registra dez altas médicas nesta segunda-feira (18/05)

19/05/2020 08:53:23


 Ao todo, 144 pacientes de Covid-19 já receberam alta da unidade 


O Hospital Delphina Aziz, referência para Covid-19 no Amazonas, registrou dez altas médicas nesta segunda-feira (18/05), totalizando 144 pacientes recuperados do novo coronavírus, que deixaram a unidade e puderam retornar para casa. Localizado na zona norte de Manaus, o hospital recebe casos de pacientes com sintomas graves da doença, que necessitam de assistência de alta e média complexidade. 


Entre os pacientes que venceram a Covid-19 está Osmar Souza, 43, que passou 37 dias internado no Delphina Aziz. Deste total, ele ficou 30 dias na Unidade de Terapia Intensiva, sendo 23 em coma. Após ter o quadro estabilizado, Osmar passou mais sete dias em um leito clínico da unidade, até receber alta. 


“Passei todo esse tempo aqui e eu louvo a Deus por estar vivo e que o coronavírus dessa vez não me levou. Agradeço a vida de todos os enfermeiros, todos que são muito bons. Fiquei muito admirado com esse hospital porque tudo que pediam, tinham. O Hospital Delphina Aziz está de parabéns e eu louvo a Deus por isso”, comemorou Osmar. 


O sentimento de gratidão é o mesmo para Luiz Carlos, 50, que passou sete dias internado na unidade. “Estou indo para casa feliz. Quero primeiro agradecer a Deus, aos médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e todos que passaram por aqui, que trataram muito bem nossa saúde. Quero falar a todas as pessoas que se cuidem. Não tenham medo de ir ao hospital. Procure uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) porque se deixar para depois acontece o pior e eu, antes de acontecer o pior, estou aqui são e salvo com a graça de Deus, dos médicos e dos enfermeiros”, frisou Luiz Carlos. 


Após oito dias internado em um leito clínico do Hospital Delphina Aziz, Paulo Borges, 48, festeja a alta médica, mas alerta sobre a importância do isolamento social. “Só assim para a gente vencer porque se não for, não adianta eu fazer se o outro não fizer, aí vai complicar. Olha onde eu parei por causa de teimosia dos outros. Me sinto muito feliz por rever minha família de volt, porque cheguei num ponto em que achei que não ia mais, mas graças a Deus estou melhor”, disse Paulo Borges, ao deixar o hospital. 


Os pacientes que tiveram alta na unidade de saúde passaram pelo “corredor da vitória”, iniciativa de humanização realizada pelos profissionais para comemorar a evolução dos pacientes quando têm alta melhorada, voltando para casa ou quando tem alta da UTI para leito clínico. 


 Recuperados


Boletim da Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM) divulgado, nesta segunda-feira (18/05), aponta que 13.929 pessoas, que tiveram diagnóstico confirmado para o novo coronavírus, já passaram pelo período de quarentena (14 dias) e se recuperaram da doença. 


 Fotos: Rell Santos/Secom