ACESSIBILIDADE

SES-AM

Secretaria de Estado de Saúde



Governo do Estado expande tendas de atendimento psicossocial

10/02/2021 18:48:51


O acolhimento psicossocial é realizado com os familiares de pacientes internados e tem por objetivo orientar, informar e buscar acalmar os parentes

 

Com o objetivo de expandir o acolhimento psicossocial à familiares de pacientes internados por conta da Covid-19, o Governo do Estado expandiu o número de tendas para mais unidades hospitalares da rede estadual. Inicialmente, as tendas foram montadas nos hospitais João Lúcio e Platão Araújo, ao lado do hospital 28 de agosto, na Fundação Allan Kardec (FAK), e agora passam a prestar atendimento também nos Serviços de Pronto Atendimento (SPA).

 

Os atendimentos nas tendas de acolhimento psicossocial são coordenados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-AM) e são realizados por servidores da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), Secretaria de Estado de Assistência Social (SEAS), Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (SEJUSC), Fundo de Promoção Social (FPS) e por voluntários da Universidade do Norte (Uninorte).

 

Os setores internos de atendimento social dos hospitais também foram reforçados pelo Governo do Estado, por meio da contratação de técnicos, assistentes sociais e psicólogos.

 

Inicialmente, as tendas foram montadas no Hospital João Lúcio, Platão Araújo e ao lado do hospital 28 de agosto, na Fundação Allan Kardec (FAK). E em virtude do aumento das internações e, consequentemente, a procura de informações de familiares sobre os pacientes, constatou-se a necessidade da expansão desse serviço.

 

O apoio psicossocial das tendas também faz um cadastro do familiar, para que o parente receba informações sobre o quadro médico do paciente via telefone; e não precise se deslocar da sua residência até a unidade hospitalar.

 

O professor da Uninorte, Anderson Solimões da Silva, coordenador e voluntário no projeto Universidade do Bem, é um dos responsáveis pelos alunos voluntários, que realizam o atendimento na tenda montada no SPA São Raimundo,

 

“A gente faz um trabalho de acolhimento aos familiares dos pacientes internados, oferecendo um local receptivo, onde eles possam ficar; e, assim, retirar esse familiar da porta do SPA. Nosso objetivo visa também, desmobilizar aglomerações desses familiares na frente da unidade hospitalar”, afirmou o professor.

 

A dona de casa, Silvana Galvão, afirma que os atendentes são muito atenciosos e informam de como podem ter notícias do familiar que se encontra internado. “Nos primeiros dias eu fiquei perdida aqui, cheguei até a gritar com o porteiro do 28 de agosto, pedindo informações sobre o meu esposo. E depois que eu já havia desistido e contava a história na parada de ônibus, uma senhora me orientou que procurasse a tenda montada no Allan Kardec. No outro dia voltei e as moças que atendiam me deram notícias do meu marido”, afirmou a dona de casa

 

A subcoordenadora do Social da UGPE, Viviane Dutra, salienta que “as tendas realizam o acolhimento desses parentes visando, primeiramente, acalmar esses familiares; e realizar todo suporte informativo no que diz respeito às informações médicas, como o quadro de saúde desse paciente, se a saturação melhorou ou se ele trocou de leito. Informamos também onde eles podem deixar bens de uso pessoal ao seu familiar e, paralelo ao suporte informativo, servimos lanches e oportunizamos um espaço mais seguro para que esse familiar possa aguardar notícias do seu ente hospitalizado”, afirmou.

 

O acolhimento psicossocial é realizado de segunda a sexta-feira, nos horários de 8h às 17h, e foi expandido para os Serviços de Pronto Atendimento: SPA Coroado; SPA José Rodrigues, no bairro Nossa Senhora de Fátima; SPA Chavot Prepost, na Colônia Antônio Aleixo; SPA Joventina Dias, no bairro da Compensa; SPA José Lins, localizado no bairro da Redenção; e o SPA do São Raimundo.

 

FOTOS: Tiago Corrêa - UGPE